UFRJ se manifesta oficialmente a favor de Mauro Iasi

A UFRJ, Universidade Federal do Rio de Janeiro, se manifestou publicamente, dia 22 de outubro de 2015 em nota oficial do Consuni – Conselho Universitário, que afirmou o seguinte:

“O Conselho Universitário da Universidade Federal do Rio de Janeiro, reunido em sessão de 22 de outubro de 2015, manifesta a defesa intransigente à liberdade do exercício da atividade acadêmica de formação desenvolvida pelos servidores docentes e técnico-administrativos da UFRJ, seu repúdio ao assédio criminoso e covarde que vem sendo alvo o professor Mauro Luis Iasi e o apoio e solidariedade ao professor e à sua família.”

Para conferir a nota oficial da UFRJ, clique aqui.

Defesa intransigente? O que isso significa? Significa que é inegociável.

Mauro Iasi para quem não se lembra, recentemente defendeu a construção de uma sociedade socialista (comunista), e fuzilamento para os conservadores, abertamente ao público. Confira:

Que Mauro Iasi é um comunista, que pratica doutrinação criminosa de mentes de jovens dentro da universidade, isso não se discute mais, está claro e é inegável.

Quem assinou a nota em nome da UFRJ foi o reitor, Roberto Leher. Agora observem as imagens abaixo e tirem suas próprias conclusões.

UFRJ reitor Roberto Leher

Este é Roberto Leher, outro comunista, na reitoria de uma universidade.

Quem quiser saber mais sobre ele, basta clicar aqui para ver seu perfil no Facebook, e caso queira deixar-lhe alguma mensagem, já sabe o endereço.

Quando chegamos ao ponto de um professor universitário afirmar que dentro de uma democracia é aceitável fuzilar a oposição, e a reitoria da universidade afirma que é criminoso pedir a saída do sujeito, resta apenas uma única saída: Desacreditar as instituições, estão todas ocupadas por comunistas e contaminadas, não dá mais pra ficar esperando honestidade dessa turma e quem quer que espere, não passa de um retardado em sentido estrito: Retardamento mental mesmo, demora excessiva em perceber.

Anúncios

Fumar maconha faz mal SIM

Fumar maconha todos os dias pode danificar estruturas cerebrais, sugere grupo de pesquisadores.

O uso regular da droga parece encolher a massa cinzenta do cérebro (um importante componente do sistema nervoso central), é o que mostrou vários exames realizados em usuários que fumavam em grandes quantidades.

Em compensação, a “massa branca” do cérebro, que conecta diferentes partes do órgão, acaba crescendo para compensar a perda das células vitais. O problema gera dificuldades em reagir às informações.

O estudo, que realizou varreduras no cérebro, é o primeiro a investigar o impacto neurológico da droga em usuários de longo prazo. Os resultados adicionaram um peso crescente nas evidências que sugerem que a maconha é mais prejudicial do que pensamos.

maconha

Os cientistas, encabeçados por Wayne Hall, principal autor do estudo e conselheiro de drogas da Organização Mundial de Saúde, fizeram uma revisão em dados produzidos por pesquisas nos últimos 20 anos sobre a Cannabis sativa. Os resultados mostraram que um a cada seis adolescentes que usam maconha se tornam dependentes da droga. Quando comparado em adultos, a relação é de um para cada dez adultos.

Essa revisão ainda sugeriu que o uso da Cannabis sativa em adolescentes dobra o risco de desenvolver doenças psicóticas, incluindo esquizofrenia.

As varreduras cerebrais mostraram que os usuários que fumam uma média de 3 vezes ao dia, tinham volumes menores da massa cinzenta no córtex orbitofrontal – parte do cérebro envolvida no processamento mental e na tomada de decisões.

ressonancia

“Esta pesquisa é única porque combina três técnicas de imagens de ressonância para avaliar diferentes características do cérebro”, disse a Dra. Sina Aslan, da Universidade do Texas.

Ao total, 48 adultos foram estudados com idades entre 20-36 anos, comparados com outro grupo de 62 adultos não usuários.

A pesquisa trata do consumo da Cannabis sativa via tabagismo. Os efeitos das substâncias isoladas da maconha como o canabidiol e tetrahidrocanabinol, que já demonstraram efeitos benéficos à saúde, não foram avaliados.

Fonte: Jornal Ciência / DailyMail

Ministério Público Federal: Pode ser o fim do PT

Ministerio Publico FederalO MPF (Ministério Público Federal) busca estratégias para condenar na Justiça de partidos envolvidos no esquema de corrupção bilionário da Petrobras, investigados na Operação Lava Jato.

De acordo com o jornal Estado de S. Paulo, com R$ 2,4 bilhões recuperados aos cofres públicos até o momento, o MPF estuda como condenar as siglas, não apenas seus dirigentes, a partir do ano que vem.

Pode ser o fim do PT!

As penas podem acarretar em ações cíveis e devolução dos valores desviados da estatal. Os partidos podem ficar sujeitos a retenção de valores dos fundos partidários e até mesmo a suspensão e cassação de registro da legenda.

Em pouco mais de um ano e meio, a força-tarefa, sob a guarda do juiz federal Sérgio Moro, comprovou que PT, PMDB e PP controlavam um esquema de fatiamento de postos estratégicos da estatal.

Fonte: Estado de S. Paulo

Sindijor PR conspirou contra Joice Hasselmann

O blog sujo Brasil 247 soltou um artigo no qual comemorou o desligamento da jornalista Joice Hasselmann, da TV de Veja, com aquela alegria psicopática típica de esquerdista.

O blog sujo Brasil 247 é uma mídia panfletária da esquerda que faz propaganda governista e publica-a como fosse notícia, enganando os leitores inexperientes da internet que não sabem ainda distinguir, ao passo que fornece dados e fofocas inúteis aos militantes de plantão, como a MAV (Militância em Ambientes Virtuais) do PT.

Leonardo Attuch foi acusado de receber R$ 120 mil na 17ª fase da operação Lava Jato e inclusive houve um pedido de prisão preventiva, que acabou negado por Moro.

“O Ministério Público Federal pediu a prisão temporária do jornalista Leonardo Attuch, responsável pelo blog Brasil 247, e requisitou o bloqueio de R$ 120 mil de contas ligadas a ele pelo recebimento de propinas dirigidas ao ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto.”

Fonte: Correio Braziliense

Quem quiser saber mais sobre o Leonardo Attuch, segue aqui o link para seu perfil no Facebook, é só clicar.

Segundo o Sindijor PR, sindicato ligado à CUT e aliado do PT, as denúncias contra Joice Hasselmann datavam de mais de um ano paradas, entre 24 de junho a 17 de julho de 2014, e o site do sindicato aponta números, mas não apresenta as provas.

Todos nós sabemos que os sindicatos são da esquerda e embora estejam agindo sob um código de ética, estas ações são claramente seletivas, trata-se de perseguição, conspiração contra Hasselmann.

O mesmo Leonardo Attuch, seu blog sujo Brasil 247, e inclusive sua coluna na IstoÉ, seguem sem sequer uma única linha de menção por parte dos sindicatos, ele pode receber propina e enganar pessoas, o problema é quando se trata da Joice Hasselmann, nesse caso ela sofre as consequências da lei, nessa justiça seletiva e de uma mentalidade psicopática.

Já no caso do Sindijor PR, o presidente é Gustavo Henrique Vidal e antes que qualquer um soubesse da notícia, ele publicou em seu perfil um link de quem? Do famigerado Diário do Centro do Mundo, outra mídia panfletária da esquerda que foi apelidada carinhosamente na internet toda de “Diário do Cu do Mundo”, pois deste, só sai merda mesmo.

Para o fim de qualquer dúvida sobre quem é o responsável pela presidência do sindicato segue uma imagem abaixo, tirem suas próprias conclusões.

Gustavo Henrique Vidal

Quem quiser saber mais sobre ele, clique aqui para ver seu perfil no Facebook.

Uma vez Joice lhes respondeu, acusando-os de inveja, nisso ela estava errada, o que realmente acontece aqui, é perseguição ideológica e isso é inegável.

Dirão eles “– Mas aqui está o processo!“, e claro, os demais todos os blogs sujos da esquerda podem continuar sem uma única menção à sua sujeira, silêncio total, mas no caso de Joice, a justiça tem que ser implacável.

Chega de sermos feitos de palhaço, vamos acordar e reagir!

Não podemos aceitar essa justiça seletiva e com pesos desiguais!

Maioria é contra legalizar maconha, aborto e casamento gay, diz Ibope

Instituto ouviu opinião da população sobre temas polêmicos.
Maioria é a favor do Bolsa Família e diminuição da maioridade penal.

Pesquisa Ibope divulgada nesta quarta-feira (3) ouviu a opinião dos brasileiros sobre temas como casamento entre pessoas do mesmo sexo, legalização da maconha e outros. Veja a seguir os resultados:

Legalização do aborto:
79% contra
16% a favor
4% não sabe/não respondeu

Casamento entre pessoas do mesmo sexo:
53% contra
40% a favor
7% não sabe/não respondeu

Pena de morte:
49% contra
46% a favor
5% não sabe/não respondeu

Legalização da maconha:
79% contra
17% a favor
4% não sabe/não respondeu

Bolsa Família:
75% a favor
22% contra
4% não sabe/não respondeu

Diminuição da maioridade penal para 16 anos:
83% a favor
15% contra
3% não sabe/não respondeu

Privatização da Petrobras:
59% contra
22% a favor
19% não sabe/não respondeu

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “O Estado de S. Paulo”. O Ibope ouviu 2.506 eleitores em 175 municípios entre 31 de agosto e 2 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00514/2014.

Fonte: G1


O Brasil precisa de verdade é de Deus!

AS IDEOLOGIAS FAZEM SUAS VÍTIMAS – Por Hermes Rodrigues Nery

Cooperadores da Verdade

Palestra proferida no Seminário sobre “Ideologia de Gênero”, na Paróquia Imaculada Conceição, no Rio de Janeiro, em evento organizado pelo Movimento Sentinelas, em 31 de outubro de 2015

Caríssimos amigos,

Prof. Hermes RodriguesNesta semana, exatamente em 28 de outubro, celebramos os dez anos de fundação do nosso Movimento Legislação e Vida, na Diocese de Taubaté, na cidade de São Bento do Sapucaí, atendendo ao apelo feito pelo papa São João Paulo II na encíclica Evangelium Vitae, exortando-nos para afirmar a cultura da vida, em meio a forças tão adversas que se intensificam contra a vida e a família, forças também anticristãs, que requer de nós maior oração e vigilância e ainda ação propositiva [ora et labora], para o combate que se faz necessário a esta conjura contra a vida, que vem assumindo proporções enormes, em nossos dias, e em quase todas as partes do mundo. Daí ser significativo o nome…

Ver o post original 2.921 mais palavras

Jovem concebida num estupro encontra sua mãe biológica no Facebook e agradece por não ter sido abortada

contra o aborto

Há poucas semanas, Katheryn Deprill, de 27 anos de idade, foi notícia ao publicar um post em sua conta do Facebook para encontrar a sua mãe biológica. Em menos de duas semanas achou sua progenitora, descobriu que foi concebida após um estupro, agradeceu-lhe por não tê-la abortado. Elas se fizeram amigas e já tiveram um primeiro encontro.

“Procuro a minha mãe biológica. Ela me abandonou em um banheiro de um Burger King poucas horas depois do seu nascimento em Allentown, Pennsylvania. Por favor, ajudem-me a encontrá-la publicando esta mensagem”, escreveu Katheryn no post que compartilhou em seu perfil pessoal no dia 2 de março deste ano.

Em poucas horas, vários meios de imprensa recolheram sua história e a chamaram de “Bebê Burger King”. A fotografia foi compartilhada mais de 30 mil vezes no Facebook. Logo, sua mãe biológica a contatou e já se reuniram pela primeira vez.

No encontro, assegura Katheryn, el sentiu “pura felicidade”. “Ela é melhor do que poderia ter imaginado. É tão doce e amável, estou muito contente”, disse.

Ao ver sua mãe, cujo nome não foi revelado, Katheryn viu sua semelhança com ela e assegura que foi como se me estivesse vendo-se em um espelho.

A história de seu nascimento é estarrecedora. Sua mãe biológica tinha apenas 17 anos quando foi estuprada por um estranho durante umas férias familiares fora dos Estados Unidos. A jovem ocultou a gravidez dos pais, porque pensou que não acreditariam que tinha sido estuprada. Deu à luz a Kathryn em seu próprio quarto.

A mãe de Katheryn nunca pensou em abortar, mas pensava que não podia criar um filho. Devido às difíceis condições legais para entregar um filho em adoção que regiam na década de 80, levou a recém-nascida ao local de fast food, envolveu-a em uma camisa marrom e a deixou no banheiro de mulheres onde, relata, “beijou a bebê na testa e se foi”.

De acordo ao advogado John Waldron, que representa a mãe biológica do Katheryn, a mulher também tinha começado a procurar a sua filha. “Deixou-me em um lugar onde sabia que eu seria encontrada”, pois “não queria me desprezar”, relatou a jovem, que estudou para ser paramédico, e atualmente está casada e tem três filhos.

“Perguntei-lhe se ela poderia me abraçar e me disse ‘é obvio’ e estendeu seus braços, o resto é história. Ganhei o abraço que procurei por 27 anos e isso ajudou a quebrar o gelo”, acrescentou Katheryn.

Katheryn indicou que sua mãe expressou seu arrependimento por havê-la abandonado, e disse que a perdoou “110 por cento”. Agora “vamos começar a ter uma relação”, partilhou.

Fonte: comshalom.org